SiFire Easy 40/250-219-15/15 EEJ

Folha de especificações

Materiais
  • Corpo da bomba
    5.1301, EN-GJL-250
  • Impulsor
    1.4408, GX5CrNiMo19-11-2
  • Veio
    1.4057, X20CrNi17-2
  • Material do vedante
    EPDM
Dados de funcionamento
  • Temperatura mín. dos líquidos
    3 °C
  • Temperatura máx. dos líquidos
    50 °C
  • Temperatura ambiente máx.
    40 °C
Dados do motor
  • Tipo de proteção
    IP54
Informações sobre os pedidos de encomenda
  • Peso líquido aprox.
    942 kg
  • Marca
    Wilo
  • Designação do produto
    SiFire Easy 40/250-219-15/15 EEJ
  • Descrição
    4205281

Informações de encomenda

Information for order placements
  • Marca
    Wilo
  • Designação do produto
    SiFire Easy 40/250-219-15/15 EEJ
  • Número EAN
    4048482662480
  • Descrição
    4205281
  • Peso bruto aprox.
    977.0 kg
  • Peso líquido aprox.
    942 kg
  • Comprimento total
    1230.0 mm
  • Altura sem embalagem
    1484 mm
  • Cor
    verde/preto/prata
  • Propriedades da embalagem
    Embalagem de venda
  • Tipo de embalagem
    Palete especial
  • Número por camada
    1
  • Largura sem embalagem
    1747.0 mm
  • Quantidade mínima de encomenda
    1
  • Quantidade por palete
    1

Texto de especificação

Grupo de pressão como instalação compacta completamente automática para extinção de incêndios de acordo com a norma EN 12845.

Composto por 2 bombas (principal/de reserva) com estrutura de fundamento horizontal – EN 733 – com acoplamento desmontável, motor eléctrico e bomba Jockey eléctrica, vertical, multicelular, reservatório de pressão com membrana (Conteúdo: 20 l), bem como um quadro de comando por bomba, fixada numa estrutura de suporte robusta.

Dois modelos EC-Fire E para os motores eléctricos, ambos equipados com Easy Controller, bem como modelo EC-Fire J para a bomba Jockey, construção sólida de peças de perfil especiais com entalhes para empilhador e ganchos, de forma a garantir um transporte seguro e sem problemas. Suporte regulável em altura para o distribuidor de saída, estrutura de fundamento especial, reduzindo consideravelmente a transmissão de vibrações e aumentando a fiabilidade e vida útil.

Um circuito com interruptor de pressão duplo, manómetro, dispositivo de afluxo, válvula (protegida contra a operação por pessoas não autorizadas) para a bomba principal e de reserva para o arranque automático. Os cabos estão alojados dentro da construção e protegidos contra impactos e cortes. De série equipado com uma membrana instalada directamente no corpo da bomba principal/de reserva para evitar o sobreaquecimento no caso de caudal zero.

Dois aparelhos de distribuição EC-Fire E e um EC-Fire J para sistemas de extinção de incêndios de acordo com a norma EN 12845.

Aparelhos de distribuição integrados na caixa de chapa de aço de acordo com o tipo de protecção IP54.

Máxima qualidade de controlo e accionamento mais fácil devido ao comando EC-Fire com indicação directa do estado de funcionamento actual, com mostrador LCD em várias línguas e baseado em símbolos, guia do utilizador fácil com guia de menu simples, teclas de pressão para ajuste rápido de parâmetros. Unidade de controlo e de comando para a monitorização do funcionamento da instalação.

Instalação montada na estrutura básica em estado pronto para conexão, cablada e entubada.

Pressão de admissão :

No planeamento da configuração do sistema é necessário ter em consideração a pressão de alimentação máxima (ver também as especificações técnicas). A pressão de alimentação máxima admissível é a diferença entre a pressão de funcionamento máxima do sistema, deduzida de forma correspondente pela altura manométrica máxima da bomba com caudal Q = 0. Nas instalações de sprinklers de acordo com a norma EN 12845 a pressão máxima deve ser de 12 bar. Nas instalações de sprinklers com uma subida acentuada, nas quais a diferença de altura entre o sprinkler mais alto e o mais baixo é superior a 45 m, a pressão da água na saída da bomba ou nas tubagens pode ser superior a 12 bar, desde que todos os componentes da instalação estejam concebidos para este nível de pressão.

Instalação da bomba de aumento de pressão em condições de aspiração.

Para a bomba principal/de reserva, é necessário instalar um tanque de entrada com ligação ao tubo de pressão sobre a bomba.

Caudal

Configuração do sistema até 350 m³/h (97 l/s) da bomba principal/de reserva.

Aparelhos de distribuição/dispositivos de comando para sistemas de abastecimento de água de extinção

Wilo-Control SC-Fire E (bomba principal ou bomba de reserva com motor eléctrico)

Hardware:

Unidade de controlo central totalmente automática, instalada em caixa de aço pintada, tipo de protecção IP54, dispositivos de controlo e de indicação na porta frontal

Características e funções:

O design da unidade de controlo depende da potência da bomba conectada (arranque através de DOL ou comutação estela-triângulo). O aparelho é constituído pelos seguintes componentes:

  • Interruptor principal: Liga/desliga o aparelho de distribuição. (Na utilização não autorizada no caso de um incêndio)
  • Ecrã: Mostrador instalado na porta do quadro de comando para operação e indicação. Indica os dados de funcionamento e o estado de funcionamento da bomba e da unidade de controlo e comando com base em símbolos. A selecção do menu e a introdução dos parâmetros ocorrem através das teclas de pressão situadas na porta dianteira
  • Microprocessador: microprocessador com SPS tecnicamente programável, unidade de fornecimento de energia e conexão Input/Output. A configuração da programação depende do sistema e do sistema sprinkler
  • Indicadores: luzes indicadoras de longa duração indicam a operacionalidade, o funcionamento do motor e o funcionamento da bomba, a activação do interruptor de pressão e do interruptor de bóia, um arranque falhado, um arranque manual e uma paragem manual
  • Teclas: teclas de pressão para o arranque manual e a paragem manual, para o teste de lâmpadas e para a selecção do menu
  • Protecção: Fusíveis que toleram a corrente de arranque durante um mínimo de 20 s
  • Arranque do motor: Contactor para a ligação directa, até 22 kW, com maior potência arranque através da comutação estrela-triângulo
  • Protecção do motor: Apenas para a sinalização
  • Monitorização da alimentação de água: Através de um interruptor de bóia, para que o nível de água se encontre sempre, no mínimo, a 2/3 do tanque de entrada
  • Monitorização da potência: Alimentação de corrente e potência da bomba
  • Relatório de sinais resumido: Erros de todo o tipo são indicados através de um indicador de erro comum
  • Relatório de sinais individual: Através de um indicador de erro é indicada a mensagem de erro importante Falha no arranque
  • Mensagens de erro e confirmação: Todas as mensagens de erro são indicadas através de LEDs, apresentadas no mostrador como códigos de erro e têm de ser confirmadas

Software:

  • Programado na fábrica para funcionamento totalmente automático
  • Informações sobre tensão, intensidade de corrente e potência da bomba
  • Navegação de menus com indicação de texto corrido

Corresponde às seguintes normas:

  • Instalações de combate a incêndios fixas - Instalações de sprinklers automática (EN 12845), parte sobre bombas com motor eléctrico
  • Equipamento eléctrico de máquinas (EN 60204-1)
  • Combinações de aparelhos de distribuição de baixa tensão (EN 61439-1 e EN 61439-2)
  • CEM - Imunidade para ambientes industriais (EN 61000-6-2)
  • CEM - Emissão de interferências de compatibilidade electromagnética para as áreas residenciais, comerciais e industriais, bem como, de pequenas empresas (EN 61000-6-3)

Descrição do funcionamento:

Com os dispositivos de comando Wilo EC-Fire E, é possível comandar bombas com motor eléctrico, sensores para a gestão de bombas, bem como o nível de informação. O aparelho de distribuição comandado por microprocessador serve para o comando e o controlo de todas as funções necessárias de uma instalação de aumento de pressão de acordo com a norma EN 12845, para efeitos de teste ou de casos reais de sprinkler.

A lógica de funcionamento da unidade de extinção de incêndios baseia-se na calibração em cascata dos interruptores de pressão para o arranque da bomba.

Se for necessária uma grande quantidade de água devido à abertura de um ou mais circuitos ou devido a um sprinkler defeituoso, a pressão na instalação cai. Isto faz com que a bomba principal seja iniciada através do aparelho de distribuição. Quando a bomba eléctrica principal não arranca em sistemas com várias bombas (por exemplo, devido a problemas na alimentação de corrente), é activada a queda de pressão dos interruptores de pressão da bomba de reserva, que então inicia esta bomba. Em alguns casos também é possível utilizar dois ou mais motores eléctricos.

Assim que o circuito dos sprinklers ou a válvula de cunha, através da qual se realiza o abastecimento das cabeças de sprinklers, é fechada gera-se a pressão de manutenção no sistema. A seguir, é necessário premir as teclas de paragem na porta dianteira para parar a bomba.

Wilo-Control EC-Fire J (bomba Jockey com motor eléctrico)

Hardware:

Unidade de controlo totalmente electromecânica, instalada em caixa de aço pintada, tipo de protecção IP54, dispositivos de controlo e teclas na porta na porta frontal

Características e funções:

O design da unidade de controlo depende da potência da bomba conectada. O aparelho é constituído pelos seguintes componentes:

  • Interruptor principal: Liga/desliga o aparelho de distribuição
  • Indicadores: Luzes indicadoras de longa duração, que indicam a prontidão da bomba, o funcionamento da bomba e erros colectivos
  • Interruptor: Interruptor rotativo para o ajuste do modo manual ou do modo automático
  • Arranque do motor: Relé directo
  • Protecção do motor: Interruptor para protecção contra curto-circuitos e sobrecargas
  • Relatório de sinais individual: Mensagem de erro do motor (curto-circuito, sobrecarga)
  • Mensagens de erro e confirmação: A mensagem de erro do motor é indicada através de LEDs correspondentes. A confirmação realiza-se no reinício do disjuntor-motor

Corresponde às seguintes normas:

  • Instalações de combate a incêndios fixas - Instalações de sprinklers automática (EN 12845), parte sobre bombas Jockey
  • Equipamento eléctrico de máquinas (EN 60204-1)
  • Combinações de aparelhos de distribuição de baixa tensão (EN 61439-1 e EN 61439-2)
  • CEM - Imunidade para ambientes industriais (EN 61000-6-2)
  • CEM - Emissão de interferências de compatibilidade electromagnética para as áreas residenciais, comerciais e industriais, bem como, de pequenas empresas (EN 61000-6-3)

Descrição do funcionamento:

Com as unidades Wilo-Control EC-Fire J, é possível comandar bombas Jockey com motor eléctrico e sensores de acordo com a norma EN 12845, para fins de testes e durante o funcionamento do sistema sprinkler.

A lógica de funcionamento da unidade de extinção de incêndios baseia-se na calibração em cascata dos interruptores de pressão para o arranque da bomba.

A bomba Jockey que se destina ao aumento da pressão é iniciada em primeiro lugar e assegura que o sistema é enchido com água e que permanece sob pressão. É activada em caso de queda de pressão no sistema. O controlo do arranque e paragem é realizado através de um interruptor de pressão calibrado correctamente.

Dados de funcionamento
  • Fluido
    Water
  • Fluidos permitidos
    Water
  • Temperatura mín. dos líquidos
    3 °C
  • Temperatura máx. dos líquidos
    50 °C
  • Temperatura ambiente máx.
    40 °C
  • Pressão de alimentação
    0.98 bar
Dados do motor
  • Tipo de proteção
    IP54
Materiais
  • Corpo da bomba
    5.1301, EN-GJL-250
  • Impulsor
    1.4408, GX5CrNiMo19-11-2
  • Veio
    1.4057, X20CrNi17-2
  • Material do vedante
    EPDM
Informações sobre os pedidos de encomenda
  • Marca
    Wilo
  • Designação do produto
    SiFire Easy 40/250-219-15/15 EEJ
  • Peso líquido aprox.
    942 kg
  • Descrição
    4205281

PDF: SiFire Easy 40/250-219-15/15 EEJ

Configurar

Selecção da página

Informações opcionais

Poderá indicar os dados pessoais que pretende que figurem no cabeçalho.

Memorizar