Fornecimento de água de refrigeração na região remota

A Usina "Inter Mongolia Shangdu" é uma das principais fornecedoras de eletricidade para o norte da China com sua capacidade de 8x600 MW. Nos primeiros dois anos de operação, a usina gerou 1,58 bilhões de kWh de eletricidade. Uma estação intermediária de bombeamento foi planejada entre o rio Luan e a usina Shangdu. Tal estação de bombeamento intermediária na grama da savana teria resultado em altos custos adicionais, especialmente no inverno, custos de construção rodoviária, etc. A Wilo forneceu uma solução profissional alternativa para a otimização de custos e economia de recursos do projeto de construção.

Cinco sistemas de água pura em versão de bronze foram instalados na usina de energia chinesa. Desde 2005, essas unidades já estão em operação em uma estação de bombagem para o abastecimento de água e pressurização no interior da Mongólia. Elas abastecem as turbinas das usinas Shangdu/Neimengu, desde então, com água de refrigeração e sem problemas.

Para este fim, as bombas extraem a água de refrigeração de 4 °C a 10 °C de uma barragem e a alimenta através de tubagem de pressão (DN 400 – DN 1000) para a estação de bombeamento intermediária, localizada a 35 km, em uma colina. A partir daí, a água de refrigeração flui para a estação de energia através de outra tubagem de pressão de 35 quilômetros de comprimento.

Economia de custos devido à solução apropriada

Assim, a construção da onerosa estação de bombeamento intermediária não era mais necessária. Dessa maneira, foram poupados os enormes custos de investimento, operação e manutenção. O problema do complexo trabalho de manutenção da estação de bombeamento intermediária no inverno também foi descartado. Além disso, a tensão poderia ser aumentada e as correntes elétricas poderiam reduzidas, através de um motor de alta tensão. Isso reduz as perdas na linha de transmissão e contribui para uma alta eficiência e a realização das metas de economia de energia.