A água estagnada nas tubagens com falta ou ausência de circulação corre o risco de ser contaminada com legionella. Em edifícios comerciais, os requisitos que as bombas devem cumprir têm-se tornado cada vez mais rigorosos, com a finalidade, de assegurar que a água potável fornecida cumpra com as normas de higiene nas quantidades e temperaturas necessárias. Para garantir uma circulação de água potável higiénica e consistente, a Wilo, fabricante com sede em Dortmund, acabou de lançar uma nova bomba extremamente eficiente para A.Q.S., a Wilo-Yonos MAXO-Z.

“A diretiva ErP, que foi expandida já há alguns anos, estabelece novos padrões no que toca aos requisitos de eficiência das bombas’’, explica Carsten Breilmann, Chefe de Produto da Wilo. “Temos utilizado as normas europeias para um desenvolvimento eficiente da bomba Yonos MAXO-Z, apesar da Diretiva não estabelecer critérios para este tipo de bombas”. Com este circulador de rotor húmido, os clientes podem beneficiar das vantagens da tecnologia de alta eficiência inclusive para a circulação de água quente sanitária. “Isto faz todo o sentido, já que os circuladores de água quente sanitária funcionam 24h por dia (por exemplo, em hospitais e hotéis) e esta tecnologia de alta eficiência poderá proporcionar uma elevada economia energética em comparação com bombas standard”, afirma Breilmann.
Graças ao seu ecrã LED, o circulador de rotor húmido para água quente sanitária também informa sobre a altura de impulsão, velocidade e possíveis avarias. Para fazer face às perdas de pressão nas tubagens, a pressão necessária/calculada poderá ser ajustada usando a altura de impulsão (dp-c). Desta forma, o ajuste é mais rigoroso. Também é possível ver no ecrã os códigos de erro: ‘’Isto significa que qualquer falha poderá ser reconhecida de forma imediata, o que irá minimizar o trabalho que necessite de reparação”, explica Breilmann. O conector Wilo e o design compacto da bomba facilitam a ligação elétrica e potenciam uma instalação mais simples e flexível no local. “O cabo é ligado diretamente ao conector e este, por sua vez, é conectado à bomba”, afirma o chefe de produto. “Tudo isto gera avanços no que toca à funcionalidade e facilidade de utilização”.